Arquivo da tag: Pé de meia

O que é Tesouro Direto?

É a venda de títulos públicos a pessoas físicas, programa esse desenvolvido pelo Tesouro Nacional. É um investimento sem grandes riscos, classificado como renda fixa e onde podemos iniciar com aplicações a partir de R$ 30,00. Existe uma diversidade de títulos públicos a venda, alguns corrigidos pelo IPCA, outros pela taxa Selic etc. Tomando alguns cuidados na escolha dos títulos é possível ganhar acima da inflação, veja como clicando aqui

Custos envolvidos:

Impostos – IOF que é cobrado sobre aplicações com resgate inferior a 30 dias, o Imposto de Renda (IR) com alíquota regressiva a depender da duração do investimento (22,5% para as com prazo até 180 dias, 20% para as com prazo de 181 a 360 dias, 17,5% para as com prazo de 361 a 720 dias e 15% para aplicações com prazo acima de 720 dias).

Taxas – basicamente duas a de custodia de 0,30%a.a e a taxa cobrada pela instituição financeira, sendo que existe um ranking com as taxas cobradas.

No site do tesouro direto você pode descobrir o seu perfil de investidor acesse aqui .

Quais são os títulos existentes?

LTN – Letras do Tesouro Nacional – Por se tratar de título prefixado, o investidor sabe exatamente o retorno do título se carregá-lo até a data de vencimento.

Características:

  • O investidor sabe exatamente a rentabilidade a ser recebida até a data de vencimento;
  • O investidor sabe exatamente o valor bruto, em reais, a ser recebido por unidade de título na data de vencimento (R$ 1.000,00):
  • Tem fluxo simples: uma aplicação e um resgate;
  • Maior disponibilidade de vencimentos para a negociação no Tesouro Direto;
  • Indicado para o investidor que acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia naquele mesmo prazo do título.

NTN-F – Notas do Tesouro Nacional – Serie F – é um título prefixado, como a LTN, então o investidor sabe exatamente o retorno do título se carregá-lo até a data de vencimento. Entretanto, no caso da NTN-F, o investidor recebe um fluxo de cupons semestrais de juros, o que pode possibilitar aumento de liquidez e reinvestimentos.

Características:

  • O investidor sabe exatamente a rentabilidade a ser recebida até a data de vencimento;
  • O investidor sabe exatamente o valor bruto a ser recebido por unidade de título na data de vencimento (R$ 1.000,00);
  • Indicado para o investidor que deseja obter um fluxo de rendimentos a cada seis meses (cupons de juros) a uma taxa de juros pré-definida antes do vencimento do título;
  • Indicado para o investidor que acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia.

NTN-B – Notas do Tesouro Nacional – Serie B – Permite ao investidor obter rentabilidade em termos reais, mantendo seu poder de compra ao longo do tempo, se protegendo de flutuações do IPCA. Além disso, o investidor recebe um fluxo de cupons semestrais de juros, o que aumenta a liquidez possibilitando reinvestimentos.

Características:

  • Proporciona rentabilidade real;
  • Indicado para o investidor que deseja obter um fluxo de rendimentos periódicos (cupons semestrais);
  • Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada ao IPCA;
  • Indicado para o investidor que deseja fazer poupança de médio/longo prazos, inclusive para aposentadoria, compra de casa e outros.

NTN-B Principal – É um título semelhante à NTN-B, ou seja, permite ao investidor obter rentabilidade em termos reais, mantendo seu poder de compra ao longo do tempo, se protegendo de flutuações do IPCA, porém não oferece cupons semestrais de juros ao investidor.

Características:

  • Proporciona rentabilidade real;
  • Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada ao IPCA;
  • Indicado para o investidor que deseja fazer poupança de médio/longo prazos, inclusive para aposentadoria, compra de casa própria, etc;
  • Fluxo simples: uma aplicação e um resgate;
  • Traz mais conforto ao investidor, pois suprime a preocupação e o trabalho necessários ao reinvestimento, e reduz o custo de transação;
  • Formação de preços simplificada, com metodologia de cálculo mais fácil para o investidor em relação NTN-B que paga cupom de juros semestral.

LFT – Letras Financeiras do Tesouro – 

Características:

  • Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada à taxa de juros da economia (Selic);
  • Fluxo simples: uma aplicação e um resgate.

(Fonte: site do tesouro direto)

Você pode obter mais informações no próprio site do tesouro direto, através de sua corretora, indico também o curso de Tesouro Direto Carteira Rica , neste ensina-se detalhes sobre cada tipo de título, formas de investir etc.

Importante em qualquer investimento sejam ações ou renda fixa que a rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

O que é uma ação?

Uma ação não é só o pedaço de uma empresa, mas o pedaço de um Sonho.

Quando você compra uma ação, você se torna sócio de uma empresa e quando você é sócio de uma empresa, ganha dinheiro com seus lucros e com a sua valorização. As boas empresas quase sempre tem um sonho. Crescer em faturamento, em tecnologia, em numero de clientes, em lucro etc.  Então elas disponibilizam uma parte delas aos novos investidores, conseguem o dinheiro necessário para investir no seu negócio e alcançar seus sonhos.

Os investidores tem seus próprios sonhos: o sonho de ter dinheiro para educar seus filhos, de ter uma casa na praia, de ter liberdade e independência financeira ou mesmo de alcançar uma aposentadoria tranquila.

E uma maneira muito inteligente das pessoas atingirem seus sonhos é comprando ações, porque quando você compra ações você se torna sócio de uma empresa. E todos sabem que se você fica sócio de uma boa empresa na hora certa, pode ganhar muito dinheiro e chegar mais longe do que com qualquer outro tipo de investimento.

Agora você deve estar se perguntando como escolher uma boa empresa e como encontrar a hora certa para comprar e vender as ações?

Tornado-se cliente de uma corretora, lá você encontrará especialistas para lhe ajudar nessa escolha.
Mais informações você pode conseguir através do e-book “Como investir em ações” clique aqui e conheça mais.

Fonte: O texto acima foi inspirado no treinamento encontrado no ToroRadar, uma excelente plataforma disponibilizada para investidores, caso deseje conhecer acesse aqui.

DIVERSIFICAÇÃO – AULA 18 – TEMPORADA 1

Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Lucas 14:28

Dica da vovó, nunca colocar na mesma cesta todos os ovos.


O site correto da Associação Brasileira das entidades dos mercados financeiro e de capitais é :

http://portal.anbima.com.br/Pages/home.aspx

Quer conhecer mais sobre alocação de ativos, um método para diversificar seus investimos, então recomendo a leitura do e-book Alocação de ativos, clique aqui.

Deixei seus comentários

Balanço geral – chegamos ao fim do mês!

Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Lucas 14:28

Você chegou ao final do mês, não conseguiu realizar seu controle, começou bem, depois não continuou, achou difícil ou achou que era desnecessário, para você quero dizer que isso é normal, afinal mudar de hábito não é algo simples. Outros chegaram aqui (ao final do mês) e já podem responder as seguintes perguntas:

  1. Para onde vai meu dinheiro?
  2. Quando gasto com combustível ou transporte?
  3. Quais são as maiores despesas?
  4. Quanto ainda tenho de dinheiro?
  5. e talvez até onde vou aplicar esse dinheiro!

A espera -  balanco geral

Estes perceberam que os pequenos gastos são os que levam nosso dinheiro, um cafezinho aqui, outro ali, um pãozinho, uma lembrancinha, um outro qualquer “zinho” etc. Por favor não estou dizendo que você tem que ser “pão duro” e sim que deve controlar melhor para onde vai o seu dinheiro, seja ele pouco ou muito.

Talvez você pense assim sou jovem e não preciso me preocupar com isso agora ou já não tem mais como, afinal já tenho 50, quero lhe dizer que nossa expectativa de vida esta mudando ano após ano, com isso, creia quanto antes você começar a poupar, melhor, haverá mais no futuro. Poupar aqui significa não gastar todo seu dinheiro.

Este primeiro mês foi o nosso teste de controle financeiro, se não funcionou para você, não desista, tente novamente, releia as publicações, assista os videos, invista na aquisição de livros sobre educação financeira. Ponha em pratica o que você aprendeu. Se funcionou ótimo, continue assim, com suas finanças sobre controle.

Dia 15 – e agora?

Dia 15 - e agora?Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito. Lucas 16:10

Chegamos ao dia 15, normalmente todos os recebimentos já ocorreram, todos os pagamentos já foram realizadas e agora? Duas situações podem acontecer, você chegou até aqui e sobrou dinheiro, ou já esta no vermelho.

Sobrando dinheiro?

Se todos os pagamentos foram realizados e sobrou dinheiro na sua mão, parabéns, agora é hora de pensar no que fazer com esse valor. Não saia gastando, pensando é pouco, não dá para fazer nada. Pense assim, se todos os dias você não gastar R$ 5,00 com o cafezinho na padaria da esquina, durante 22 dias, terá R$ 110,00, não é nada? Talvez olhando assim, não é mesmo, porém multiplique por 12 meses, ou seja, um ano, você terá economizado R$ 1.320,00, num simples café que deixou de tomar na padaria e o fez em casa com a sua família. Com menos de R$ 100,00 você já pode investir em Tesouro Direto, em CDB Direto, que rendem mais que a poupança, afinal dinheiro na cueca só dá mau cheiro e debaixo da cama o rato leva. Qualquer valor em sua mão é válido, para que você inicie suas economias. Se você já escreveu seus objetivos, na simples economia do cafezinho, já teria conseguindo realizar parte de um deles.

Faltando dinheiro?

Neste caso, analise os seus gastos, verifique onde você errou, é isso mesmo, olhe para seus gastos, onde você colocou seu dinheiro? Quais gastos foram desnecessários? Onde você poderia ter economizado?

São muitas questões? As respostas estão como você, com seus hábitos de consumo, ou melhor maus hábitos.

Você anotou os seus gastos, desde o dia primeiro do mês, então já tem como responder a estas perguntas, se não fez, não espere que Deus faça para você, começa a anotar, agora. Abaixo seguem os links para todos os assuntos que vimos até agora, não deixe seu planejamento financeiro para outro fazer, faça você mesmo.

Resumo de tudo o que vimos até aqui sobre o planejamento financeiro, se tiver dúvidas, deixe seus comentários no final.

1 – Criando um orçamento.

2- Montando seu primeiro orçamento.

3 – Criando um plano de contas.

4 – Lidar com as riquezas deste mundo.

5 – Metodologia 1 – Como realizar o planejamento financeiro.

6 – Como não entrar em dívidas.

7 – Dia 1 – não consigo anotar meus gastos o que fazer?

8 – Dia 2 – Planejando seus objetivos.

9 – Dia 8 – Por que seguir seu planejamento financeiro?

Se você ainda tem dificuldades para seguir seu planejamento, ou até mesmo para montá-lo, faça um investimento no e-book As 5 etapas do planejamento financeiro, ele lhe ajudará  dar os passos necessários.

Método testado e aprovado: As 5 Etapas do Planejamento Financeiro é um processo amplamente testado pelo Prof. Elisson de Andrade, com resultados muito positivos de assimilação do conteúdo por parte de seus alunos.

Curso on line sobre elaboração do fluxo de caixa: na Etapa 4 (Mudança de Hábitos) você encontrará um link para acessar um curso on line, baseado em textos, vídeos e planilha em Excel, que lhe permitirá controlar seu orçamento atual e projetar suas receitas e despesas futuras.

Exercícios de fixação: saber a interação entre Balanço Patrimonial e Fluxo de Caixa é fundamental para se compreender o que leva ao sucesso ou fracasso financeiro. Este é, talvez, o único livro que oferece exercícios sobre o tema, permitindo um completo entendimento sobre como conquistar a independência financeira.

Momento do Cafezinho: ao final de cada etapa, será sugerida uma reflexão sobre os principais temas tratados, como forma de sedimentar as informações adquiridas. As anotações deverão ser feitas no Diário de Bordo, que consiste em um arquivo disponibilizado juntamente com este e-Book, e tem como função registrar suas reflexões sobre os principais conhecimentos obtidos durante a leitura.

Vídeos e leitura complementar: ao longo das etapas, serão oferecidos links para vídeos e artigos elaborados pelo Prof.  Elisson de Andrade, de forma a complementar as informações relacionadas ao assunto em questão.

Dia 8 – Por que seguir seu planejamento financeiro?

Dia 8 - Por que seguir seu planejamento financeiro?Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito. Lucas 16:10

Trabalhar e poupar apenas por poupar, não faz sentido e o mesmo vale se após poupar você gastar de qualquer forma. Então como proceder? Lembram-se dos objetivos de curto, médio e longo prazo, do seu planejamento financeiro? Vamos exemplificar, digamos que você deseja fazer uma viagem com os filhos para algum parque temático do tipo Disney, que queira poupar para pagar a faculdade de seus filhos, que queira um dia parar de trabalhar e viver de sua “aposentadoria” com conforto. Como atingir esses objetivos?

1 – Quanto custam os meus objetivos?

Descobrir qual é o valor necessário para atingir o seu objetivo, ou seja, quanto você precisa para realizar a viagem, pagar a faculdade, aposentar-se com uma renda satisfatória. Conhecendo esses valores não desanime, por mais impossível que seu objetivo lhe pareça.

2 – Quanto tempo tenho para realizar o meu objetivo?

Determinar quando quero realizar meu objetivo, de nada adianta ter um objetivo se ele não tiver um tempo estabelecido para se atingido. Quanto mais cedo você começar a poupar melhor, menores serão os valores necessários.

3 – Quanto devo poupar para atingir meu objetivo?

Determinar o valor mensal que será necessário poupar para atingir o seu objetivo, neste ponto este valor deve estar dentro do seu orçamento, do planejamento financeiro realizado, não deve ser apenas mais uma despesa, você já realizou os ajustes necessários, reduzindo os gastos. Você fará uma conta simples, o Valor total do objetivo dividido pelo tempo, exemplo viajar com a família custará R$ 10.000,00, quero realizar a viagem daqui 5 anos ou seja 60 meses, então temos R$ 10.000,00/60 = R$ 166,67 por mês, será que você não consegue guardar esse valor?

Uma vez que você tenha respondido as perguntas acima, tenha disciplina ao gastar, sempre se perguntando, quanto esse gasto desnecessário esta me afastando dos meus objetivos? Lembre-se que são as pequenas despesas que lhe roubam os seus objetivos.

Importante, quando falo de poupar, não confunda com deixar o dinheiro na caderneta de poupança, estou me referindo ao ato de guardar dinheiro para atingir um objetivo. Futuramente falaremos de investimentos, também você deve saber que a conta realizada acima desconsiderou, inflação do período, os rendimentos obtidos pela aplicação do valor etc. No e-book As 5 etapas do planejamento financeiro você encontrará mais informações sobre mudança de hábitos e investimentos.

 

Dia 2 – Planejando seus objetivos!

A espera - Dia 2 - Planejando seus objetivos!Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito. Lucas 16:10

Sei hoje é feriado, dia de festa, dia dos santos, dia do churrasco, dia do descanso etc. Talvez você diga a si mesmo deixarei isso para amanhã. Bom, estou aqui hoje para lhe falar sobre como traçar objetivos de curto, médio e longo prazo.

Reúna sua família, faça um café agradável, sem gastar muito, você deve ter pão de ontem que virará torradas hoje, queijo que pode ser transformado em queijo ralado etc. Reuniu a família? Vamos lá, guardar dinheiro sem saber no que irá usa-lo, não adianta muito, não é produtivo e só vão lhe chamar de “pão duro”. Portanto faça o seguinte:

1- Crie com sua família objetivos de curto prazo, coisas que vocês querem realizar dentro de 1 a 2 anos, descubra quanto custa e quanto você poderá guardar dentro do seu orçamento para esses objetivo.

2 – Crie objetivos de médio prazo, isto é até 10 anos, faça a mesma coisa, veja quanto custa e quanto poderá guardar.

3 – Repita o mesmo para os objetivos de longo prazo, superiores a 10 anos.

Tão logo um objetivo se realize, reúna a família novamente e crie outros, sempre sendo fiel ao planejamento realizado. No e-book “As 5 etapas do planejamento financeiro“, você encontrará muito mais sobre objetivos e formas de controle, investir em conhecimento sempre é bom.

Dia 1 – Não consigo anotar meus gastos? O que fazer?

A espera - fiel no minimo, também e fiel no muitoQuem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito. Lucas 16:10

Acredito que você já tenha uma boa ideia de como iniciar seu controle financeiro ou através das informações que foram lhe passadas até aqui pelo “Pé de meia” ou porque seguiu minhas recomendações e investiu em conhecimento, lendo o e-book “As 5 Etapas do planejamento financeiro” ou um dos outros livros indicados, se sua maior dificuldade agora é anotar tudo o que você tem realizado de despesas e receitas, acredito que você gostará do site minhas economias, nele você encontrará gratuitamente um portal para controlar suas receitas e despesas. Uma vez cadastrado você deverá fazer os ajustes básicos:

1 – Criar suas contas,
2 – Ajustar o plano de contas que lá é chamado de categorias,
3 – Iniciar seus lançamentos que lá é chamado de transações.

Depois disto é só iniciar seus controles, seguem algumas dicas:

Dúvida 1: Como isso me ajudará?

Além de cadastrar pelo site, depois você pode baixar um aplicativo para celular e fazer seus lançamentos de forma pratica, no momento em que as despesas ou receitas acontecerem.

Duvida 2: Como controlar os gastos com os cartões?

Ao criar as contas faça pensando em todos os tipos possíveis, tais como Bancos, dinheiro em mãos e cartões de credito, desta forma ou através do site ou pelo aplicativo do celular, quando a despesa ocorrer você informa.

Duvida 3: Como efetuar o pagamento da fatura?

Existe uma categoria chamada “transferência“, você deve utiliza-la para realizar o pagamento da fatura do cartão, transferindo o dinheiro de uma conta para outra (Por exemplo Conta Banco 1 para Cartão Master etc.).

Mudança de hábito

No site existem boas informações para o uso do portal e ótimas dicas de educação financeira acesse e comece o quanto antes o seu planejamento financeiro, lembrando que não é a forma como você controla que fará a diferença e sim as suas atitudes de consumo, as suas mudanças de hábito diante das tentações encontradas no seu dia-a-dia, na ida ao mercado, no passeio ao shopping etc., seja compromissado com seu orçamento, seu  bolso agradecerá.

Como não entrar em dívidas?

A espera - lidar com as riquezas deste mundoAssim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas? Lucas 16:11

Quando não conseguimos conter nossos hábitos de consumo é quase certo que encontraremos o fantasma da dívida, ele aparece sempre que nos deixamos dominar pelo consumismo, quando acreditamos que precisamos “ter” sempre mais, noutras palavras, quando gastamos tudo o que recebemos do SENHOR em coisas que não são necessárias, mas acreditamos que as tendo, seremos melhores, mostraremos prosperidade, riqueza. O que é mesmo riqueza? Será que é ter tudo o que desejo? ou ser um cristão melhor, amando meu próximo, sendo generoso, alegrando-me com o que o SENHOR me  deu. Ele mesmo nos diz que se formos fieis no pouco ele nos colocará no muito, sejamos sábios, aprendendo a administrar melhor nossas finanças, saindo dos juros, dos cheques especiais etc.

Como não entrar em dívidas?

  1. Consumo consciente, ou seja, você precisa realmente do que vai comprar?
  2. Gaste menos do que você ganha.
  3. O que sobrar invista para o futuro.
  4. Controle seus gastos, anote tudo.
  5. Tenha objetivos de curto, médio e longo prazo.
  6. Reveja sempre que necessário seu orçamento.
  7. Reduza despesas, não deixe luz, TV, Computadores ligados, não esqueça torneiras abertas, conserte vazamentos, cozinhe e coma somente o necessário evite jogar comida fora.
  8. Se necessário cancele limites, cheques especiais, cartões de credito etc.

Abaixo um vídeo muito legal do mesmo autor das 5 etapas do planejamento financeiro.

Metodologia 1 – Como realizar o planejamento financeiro?

A espera - lidar com as riquezas deste mundoAssim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas? Lucas 16:11

Não esquecer que o SENHOR é quem nos capacita para gerir e administrar a provisão que ele coloca em nossas mãos, o conhecimento é o melhor investimento que todos nós podemos realizar, ajudando-nos escolher entre as alternativas existentes no mercado.

Não sejamos mais escravos do dinheiro, antes sejamos escravos de Jesus Cristo que tem melhor tesouro nos céus, porém enquanto estivermos aqui, podemos com sabedoria gerir nossas finanças. Apresentarei abaixo alguns tópicos do livro 5 etapas do planejamento financeiro do Prof. Elisson de Andrade.

No livro as 5 etapas do planejamento financeiro encontramos as seguintes informações uteis quanto as etapas necessárias para realiza-lo:

  1. Etapa do convencimento pessoal – onde devemos cair na real, ou seja, analisar nossos pensamentos sobre o dinheiro, definirmos claramente o que é riqueza, qual a importância da educação financeira em nossas vidas e como atuar sobre nossas finanças.
  2. Etapa do conhecimento financeiro – onde aprendemos conceitos sobre balanço patrimonial e fluxo de caixa, o que diferencia os ricos e os pobres e como conquistar a independência financeira. Há um esclarecimento sobre o que é ativo bom e ruim e como montar um fluxo de caixa.
  3. Etapa da definição de objetivos – Uma vez esclarecido a importância de criarmos objetivos, quais são suas características, somos apresentados aos conceitos de objetivos de curto, médio e longo prazo.
  4. Etapa da mudança de hábitos – onde aprendemos a adquirir hábitos mais saudáveis a elaborar um fluxo de caixa através de um treinamento on-line, somos levados a falar sobre dívidas e recebemos dicas de como gastar menos e ganhar mais dinheiro.
  5. Etapa dos investimentos – por fim somos apresentados a definição e a classificação dos investimentos, o que precisamos saber sobre os mesmos e para acumular riqueza, informações do que não devemos fazer para escolher onde investir. Somos apresentados aos diversos tipos de investimentos ( Caderneta de poupança, Tesouro direto etc.).

Um bom e-book que disponibiliza acesso a artigos sobre finanças, vídeo aulas entre outros materiais.

Após a leitura do e-book 5 etapas do planejamento financeiro, tenho certeza que você conhecera melhor os seus hábitos de consumo e economia, aprenderá como gerenciar melhor suas finanças e estará apto a dar os primeiros passos para conquistar uma independência financeira.

Na próxima publicação falarei da metodologia DSOP, deixe seus comentários ou dúvidas aqui na publicação ou entre em contato pela página “contato”.

Caso você não tenha atualizado seu cadastro, faça e ganhe um brinde o e-book “Deus ama quem dá com alegria”, você pode atualizar através do formulário pop-up ou ao lado direito em “Cadastre-se”.

lidar com as riquezas deste mundo

A espera - lidar com as riquezas deste mundo“Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?” Lucas 16:11.

O que nós vimos até aqui?

  1. Identificar as nossas receitas e despesas
  2. Conscientizar-se de que é necessário ter o controle sobre estes valores. 
  3. Registrar-las de forma organizada através de um orçamento com um bom plano de contas.  
  4. Formas de registrar e controla as receitas e despesas. 
  5. Adquirir conhecimento para tratar o assunto. 

O que veremos hoje?

Apesar de falarmos aqui de dinheiro, é importante que você nunca se esqueça que Jesus Cristo é mais importante e tem mais valor que qualquer moeda, prata, ouro ou qualquer outro bem que você possa acumular, assim dito, mesmo que você não consiga acumular riquezas nesta vida, fique certo que se seguiu os ensinamentos de Jesus Cristo você receberá o maior tesouro que existe.

O que sabemos sobre educação financeira?

Segundo o Prof. Elisson de Andrade em seu livro as 5 etapas do planejamento financeiro, poucos são os que conhecem as regras do jogo, quando falamos de dinheiro, isto acontece por vários motivos, eu realmente recomendo a leitura deste livro para melhores esclarecimentos.

Os familiares, a educação recebida na escola e o convívio com outras pessoas, certamente exercem grande influência em nossas finanças pessoais. No Brasil, de maneira geral, somos pouco educados financeiramente, extremamente emocionais e, assim, facilmente fisgados por campanhas de marketing que nos estimulam ao consumismo. Em casa, os pais acreditam que dinheiro não é assunto de criança. Na escola e no convívio com amigos, questões relacionadas às finanças pessoais dificilmente aparecem. E qual a consequência disso? Poucas pessoas acabam aprendendo as regras do jogo do mundo capitalista. (Fonte: As 5 etapas do planejamento financeiro – 2012 pags. 17 a 22)

O que é ser rico?

Neste mesmo livro existem algumas definições interessantes do que é ser rico:

“é possuir estabilidade; equilíbrio entre as receitas e despesas; ter uma reserva para situações imprevistas”
“é ter tanto dinheiro que você pode comprar tudo que quiser, sem perguntar preço, pois você pode tudo”
“primeiramente, significa ter saúde. Posteriormente, significa ter sucesso e prestígio, além de ter recursos para realizar todas as suas vontades”
“é ter muito dinheiro e saber cuidar dele para mantê-lo”
“é viver bem”
“ser rico é poder fazer tudo o que deseja sem se preocupar se o dinheiro vai faltar para outra coisa”
“em termos financeiros, ser rico para mim é ter dinheiro suficiente para satisfazer a maioria das minhas necessidades e da minha família. Entretanto, existem outras
formas de riqueza”
“despreocupação com contas”
“é alcançar todos os significados que dinheiro tem para mim: estabilidade, oportunidade, alguns bens materiais, acesso à educação e saúde”.

(Fonte: As 5 etapas do planejamento financeiro – 2012 pags. 17 a 22)

O Autor define riqueza com as seguintes palavras:

Eu, particularmente, possuo duas definições de riqueza que me norteiam: uma filosófica e outra técnica. A filosófica significa que riqueza é ter a possibilidade de fazer o que se quer e não precisar se sujeitar a fazer o que não quer. Tal definição traz consigo a ideia de que o dinheiro oferece certa liberdade de escolhas na vida. Já a definição técnica de riqueza deixarei para a próxima etapa (Conhecimento Financeiro), em que será explorada a questão sobre o que significa conquistar a independência financeira. (Fonte: As 5 etapas do planejamento financeiro – 2012 pags. 17 a 22)

Seja qual for a definição, o importante é saber que não é um sonho impossível, exige conhecimento, técnica e controle, e para nós cristão a convicção de que dinheiro não é tudo em nossas vidas. Em breve citarei outros bons livros que tratam do assunto, se tiverem dúvidas entre em contato, se gostou comente, divulgue a seus amigos, conhecimento só é bom quando é compartilhado e ajuda ao próximo.

Criando um plano de contas

A espera - orçamentoPois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Lucas 14:28-29

Continuando nosso assunto de como construir um orçamento, vamos apresentar aqui um exemplo de plano de contas que ajudará a controlar melhor suas receitas e despesas, independente de ser utilizado um software (programa de computador) ou o bom e velho papel e lápis você necessitará organizar suas contas em grupos e subgrupos, vejamos isso mais abaixo.

Ao registrar todas as entradas e todas as saídas, é possível saber sempre de onde se recebeu dinheiro e onde o dinheiro foi gasto e principalmente o quanto ainda está disponível. Outras informações importantes:

– Qual foi o total de receitas e de despesas deste período?
– Quanto foi gasto com alimentação?
– Quanto foi gasto para manter o veículo e abastecer?
– Quanto foi gasto para manter a casa?
– Qual o saldo da conta corrente? Quanto dinheiro está no bolso?

Para responder a estas questões, devemos selecionar todos os lançamentos que contem os valores que desejamos, ou seja, para saber quanto foi gasto com combustível, precisamos somar todos os lançamentos de pagamento de combustível e assim por diante.

Nesse ponto, percebemos que precisamos planejar as informações que poderiam ser obtidas, criando um plano de contas, abaixo o exemplo do plano de contas utilizado pelo programa ganancia:

Contas de Saldo/Circulante

Estas contas revelam o montante de dinheiro disponível (Dinheiro na Carteira, a Conta Corrente, Cartão de Crédito, Poupança e Aplicações Financeiras) são relacionadas abaixo como exemplo:

0. Contas de Saldo/Circulante
0.01 Dinheiro e Contas Correntes
0.01.01 Carteira
0.01.02 Cartão Vale-Alimentação
0.01.03 Conta Corrente Banco 1
0.01.04 Conta Corrente Banco 2
0.02 Cartões de Crédito
0.02.01 Cartão de Credito 1
0.02.02 Cartão de Credito 2
0.03 Aplicações Financeiras
0.03.01 Poupança Banco 1
0.03.01 Fundo de Aplicação Banco 2

Desta forma no exemplo acima as contas foram classificadas em três níveis, no primeiro nível temos o título “0. Contas de Saldo/Circulante“, No segundo nível os subgrupos de contas “0.01 Dinheiro e Contas Correntes“, “0.02 Cartões de Crédito” e “0.03 Aplicações Financeiras” e no terceiro nível, as contas de cada subgrupo, que são as contas que realmente queremos controlar.

Contas de Entradas/Receitas

Todo dinheiro que recebemos (as receitas) tem uma origem, para maioria de nós são os salários, porém existem outras, abaixo segue um modelo que pode ser utilizado:

1. Entradas/Receitas
1.01 Remuneração
1.01.01 Salário
1.01.02 Vale Alimentação
1.01.03 Renda Extra
1.03 Receitas Financeiras
1.03.01 Rendimento de Poup e Aplicações
1.03.02 Restituição de IRRF
1.04 Receitas Patrimoniais
1.04.01 Venda de Bens
1.04.02 Alugueis Recebidos
1.09 Outras Receitas
1.09.05 Outras Receitas

Contas de Saídas/Despesas

A maior parte dos problemas financeiros das pessoas ocorre porque elas gastam mais dinheiro do que recebem. Há uma infinidade de opções para onde podemos destinar o nosso dinheiro, que, por mais dinheiro que se ganhe, sempre haverá onde gastar. Por isso, é importante um controle de despesas, para que possamos determinar que Destino estamos dando ao nosso dinheiro. (fonte: ganancia)

2. Contas de Saídas/Despesas
2.01 Investimento Eterno
2.01.01 Dízimos e Ofertas
2.01.02 Generosidade
2.01.03 Outras Contribuições
2.02 Alimentação
2.02.01 Supermercado
2.02.02 Lanches e Refeições
2.03 Vestuário
2.03.01 Roupas
2.03.02 Calçados
2.04 Casa
2.04.01 Aluguel
2.04.02 Condomínio e Água
2.04.03 Energia Elétrica
2.04.04 Telefone
2.04.05 Manutenção da Casa
2.04.06 IPTU
2.05 Veículos
2.05.01 Combustível e Óleo
2.05.02 Serviços e Mecânica
2.05.03 Seguro do Veículo
2.05.04 IPVA e Multas
2.06 Saúde
2.06.03 Farmácia
2.06.01 Despesas Médicas
2.06.02 Despesas Odontológicas

(fonte: ganancia, foram utilizados parte do texto e o modelo de plano de contas)

Algumas recomendações

Recomendo a compra de bons livros para controle financeiro, investir em educação financeira sempre gera lucros a curto e longo prazo.

Livros:

COMO CHEGAR AO FIM DO MÊS por Andrés Panasiuk – Conselhos práticos para economizar, administrar, sair das dívidas e planejar sua liberdade financeira. Hoje você tem a decisão em suas mãos: continuar vivendo como tem vivido até agora, ou buscar novos patamares de conhecimento que mudarão para sempre a forma de encarar sua vida econômica.

As 5 etapas do planejamento financeiro – Conhecimento técnico e controle emocional para atingir seus objetivos – Prof. Elisson de Andrade – O objetivo deste eBook é que, ao término de sua leitura, você tenha passado por todo um processo de autoconhecimento, aliado à absorção de conceitos relativos à administração financeira, de forma a viabilizar a conquista dos objetivos pessoais. O material é dividido em 5 etapas, oferecendo um passo a passo sobre como gerenciar seus recursos financeiros de maneira adequada. O eBook traz ainda um curso gratuito on line, com textos e vídeos que lhe ensinarão a controlar seu orçamento doméstico, além de uma lista de exercícios e um diário de bordo, onde será possível sedimentar seus conhecimentos. Se você está no vermelho ou nunca consegue poupar dinheiro ao final do mês, essa é sua chance! – que você pode adquirir clicando aqui ou ao lado na Loja virtual.

Softwares (programas gratuitos):

  • O software ganancia no site você encontrar ótimo material para começar seu controle, para baixar clique aqui, você será direcionado ao site.
  • O software financedesktop é o meu preferido, pois permite também controlar com precisão aplicações em ações, fundos e outros, para baixa clique aqui, você será direcionado ao site e basta seguir as instruções.
  • O hábil é um software mais profissional para empresas mas sua versão gratuita pode ser utilizada para controle financeiro pessoal, para baixa-lo clique aqui e também será direcionado para o site,

Espero que vocês tenham gostado desta série de publicações que ensinaram o básico para inicio do controle financeiro, boas leituras e participe enviando suas dúvidas.

Montando seu primeiro orçamento!

A espera - orçamentoPois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Lucas 14:28-29

Vamos montar nosso primeiro orçamento?

Para começar precisamos juntar todos os comprovantes (as notas fiscais e cupons) das despesas pagas, se desejar você pode iniciar isto no próximo mês, eu recomendo começar o quanto antes.

1 – Juntar todos os comprovantes.

Existem algumas despesas que não possuem nota fiscal, tais como compra de jornais e revistas, limpeza do carro etc. estas você deve ter um caderno para anotar. Seja disciplinado em realizar estas anotações.

2 – Classificar todas as despesas.

Você dever criar uma classificação para as despesas como por exemplo “Despesas fixas” e “Despesas variáveis”, também pode criar subclassificações tais como “Despesas com veiculo” e dentro dela “Combustível“, “Manutenção regular“, “Consertos” etc. outro exemplo “Despesas com residência” e as subclassificações “Condomínio“, “Aluguel“, “Reforma“, “IPTU” etc.

3 – Lança-las no seu controle.

Não importa se você utilizará um sistema pronto ou se fará um controle manual e sim que você tenha o controle das suas finanças. Crie seu controle com as classificações estabelecidas por você e comece a lançar os valores recebidos e os gastos.

 Posso indicar alguns softwares bons para o controle eu utilizo o “FinanceDesktop”, tem o “Hábil” e alguns outros disponibilizados na internet. Se precisar de alguma indicação solicite mais informações através dos comentários.

4 – Controle das despesas.

Uma vez que você tenha registrado todas as receitas e despesas, ficará mais fácil saber para onde o dinheiro esta indo e assim controlar melhor suas finanças.

Algumas dicas:

  • Não compre tudo o que vê, mesmo que esteja na promoção.
  • Evite fazer dividas parceladas.
  • Não saia para fazer compras no mercado com fome.
  • Não leve as crianças para fazer compras no mercado.

Assista este novo vídeo e deixei seus comentários:

Criando um orçamento!

A espera - orçamentoPois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Lucas 14:28-29

Todos nós cristãos ou não devemos ter claramente anotados quais são as nossas receitas e os nossos gastos, desta forma podemos ter um controle sobre nossas finanças.

Os gastos são as despesas que obrigatoriamente pagamos durante o mês, as receitas são todos os valores que recebemos. Como despesas podemos pensar nas contas de água, luz, telefone, condomínio, escola das crianças, prestação do carro etc., como receitas o salario recebido, os prêmios, as comissões recebidas por vendas, os valores recebido por prestação de serviços etc.

Quando tudo isso é anotado e bem conhecido de todos na casa, chamamos de orçamento familiar ou domestico. Existem diversas maneiras de montar este orçamento, desde um caderno com anotações, planilhas eletrônicas, sistemas específicos etc. o importante é que tudo seja anotado e de conhecimento de todos na casa, incluindo ai os filhos de qualquer idade.

Na próxima postagem do “Pé de meia” falarei um pouco mais de orçamento e vai aqui uma dica importante “Não gaste mais do que você ganha”, muito simples mais esquecida de muitos.

Assista o vídeo e deixe seus comentários.

Pé de meia!

A espera - pé de meia!Muitos dizem que os “crentes” são fanáticos, pois acreditam ou melhor tem fé que “Deus” os prosperarão, que herdarão a terra etc. Bom enquanto esse dia não chega e para aqueles que não acreditam na “teologia da prosperidade” e seus desdobramentos pretendo publicar aqui alguns ensinamentos sobre administração financeira e aplicações.

Afinal o que é pé de meia?

Expressão utilizada para definir uma reserva financeira que uma pessoa acumulou num determinado período. “O rapaz trabalhou muito nestes últimos dois anos, porém conseguiu um bom pé de meia.” (fonte: dicionário informal).

Como iniciou-se o uso da expressão “pé de meia”?

A melhor explicação que encontrei foi a seguinte: “Dizem os antigos, que os povoados distantes das grandes capitais, tinham os mais abastados como donos das fazendas, de café. Os menos abastados resolveram se unirem como em uma cooperativa. Porém, dividindo com outro pequeno produtor. A ideia era cada um entrar com uma quantia para comprarem seus alqueires de terra e assim cada um ter seu pedaço de terra pra cultivar o café também. Com o tempo passando Os ricaços, quando passavam por esses pequenos produtores, usavam a expressão: -E aí fulano tá fazendo seu pé de meia? Ou seja , seu pé de café dividido com outro, como parede e meia, que é uma casa dividida com duas famílias.” (fonte: Yahho respostas).

A ideia é falar dos seguintes assuntos: Orçamento familiar, controle financeiro, aplicações financeiras, sistemas de controle etc.

Como podem ver serão assuntos amplos, exigindo um pouco mais de linhas que as que usualmente escrevo. Não deixem de comentar e enviar sugestões sobre o assunto até a próxima postagem.

Ops.! Estava esquecendo estas publicações ficarão reunidas no menu “Pé de meia” localizado no topo da página, de fácil acesso para releituras.