pensam que a piedade é fonte de lucro

Se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino que é segundo a piedade, é orgulhoso e nada entende. Esse tal mostra um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras, que resultam em inveja, brigas, difamações, suspeitas malignas e atritos constantes entre pessoas que têm a mente corrompida e que são privados da verdade, os quais pensam que a piedade é fonte de lucro. 1 Timóteo 6:3-5

Os bárbaros (que me perdoem) estão invadindo a igreja e todos eles se dizem cristãos, são profetas, evangelistas, mestres, apóstolos, diáconos, obreiros, videntes, médiuns etc. Todos pregam um evangelho estranho as escrituras, aquisição de riquezas deste mundo, venda de objetos, “santinhos” e cobiçam status social e espiritual, são eles (ultra) ungidos, não podem ser contestados, afinal são “assim” com o Todo Poderoso.

Parece até que voltamos no tempo, onde indulgências, ossos e cabeças de santos eram relíquias disputadas e adquiridas, naturalmente pelo “vil metal” (que de vil nada tem). Afinal a condenação aqui, não é para posse e obtenção do dinheiro e riquezas e sim para os desejos que ocultos borbulham em nossos corações, é desses desejos que devemos fugir, coisa que esses falsos doutrinadores esqueceram ou deixaram as páginas das escrituras em seus gabinetes.

Sejamos fortes, cheios do Espirito Santos e de sabedoria das Escrituras Sagradas, não para defender a Deus (Ele não precisa ser defendido), mas para resgatar os perdidos, os aflitos e arranca-los das mãos desses homens e apresenta-los ao verdadeiro Cristo.

Sejamos felizes com a nossa salvação e a misericórdia de Jesus Cristo sobre nossas vidas.

Leia mais sobre este assunto em “Igrejas que perderam a memória