A espera - que vos confirmará

Unges minha cabeça!

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias. Salmos 23:1-6

Poderia o Senhor exaltar o seu nome, sem que fosse em momentos de angustia? Poderia ELE lhe ungir sem que antes o tivesse provado?

Existe um ditado popular que nos diz “O que vem fácil, vai fácil”, tenho certeza, que Deus já sabia disso muito antes deste ditado ser criado. O ouro só é extraído quando é passado pelo fogo, o melhor diamante, só o que resistir melhor a pressão, o nosso caráter é provado nos momentos de dificuldade, pois quem aqui mostrará seu lado ruim, podre, quando tudo corre bem,  quando não falta em sua mesa nada, quando sua vida profissional vai bem, quando sua vida afetiva vai bem. Agora como você agirá diante de situações  adversas, como será sua fidelidade ao SENHOR, quando as portas estiverem fechadas e os inimigos prontos para atacar ao seu redor?

Posso dizer verdadeiramente ao SENHOR, mesmo que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum?

Ainda temos tempo para  o arrependimento e  a procura pela face do SENHOR! Para pedimos a ELE trata meu “eu”, para que seja “seu”.

No final do tratamento celestial você poderá dizer ao SENHOR “Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.”

(“Artigo publicado originalmente em 03/04/2012”)