A espera - é natal?

É Natal?

A espera - é natal?Este mês é conhecido por quase todos pelas festividades do natal, para muitos é período de dar presentes e receber, de “Papai Noel”, renas, trenós etc. também segundo alguns o dia 25 de dezembro seria o nascimento de nosso salvador Jesus Cristo.

Mas você já se perguntou se Jesus Cristo nasceu em dezembro mesmo? Se realmente foi no dia 25? E o “Papai Noel”, “renas”, “arvores enfeitadas”, “trenós” o que tem com o nascimento de nosso Salvador Jesus Cristo?

O que a Palavra de Deus nos fala?

Não existe referencia a data de nascimento, ou seja, em local algum da Palavra, você encontrara o certidão de nascimento de Cristo dizendo no dia 25 de dezembro do ano 0 (zero), nasceu em Belém da Judeia, Jesus filho de Maria etc.

Mas então quando ELE nasceu?

Vamos fazer um passeio pela Palavra de Deus, iniciando não em Jesus Cristo mas em Zacarias, sacerdote, esposo de Isabel, mãe de João Batista, primo de Jesus. Zacarias estava em seu turno de serviço no templo do Senhor, quando o anjo Gabriel lhe apareceu e lhe disse que sua esposa daria a luz a um filho que prepararia o caminho para o Salvador, era o oitavo turno dos sacerdotes que ficava no mês de TAMUZ (equivalente a junho/julho), aos sair do turno Zacarias voltou para casa e para sua esposa, João Batista foi gerado, era o mês ABE(julho/Agosto).Quando Maria foi visitada e o Anjo anunciou que ela daria a luz a Jesus Cristo, o mesmo informou que Isabel sua prima estava gravida de seis meses, portanto já era o mês TEBETE (equivalente a Dezembro/Janeiro), como uma gestação humana normal dura 40 semanas (aproximadamente 9 meses), faça as contas, Jesus Nasceu no mês ETANIM (Setembro/Outubro).

Se Jesus Cristo tivesse nascido em dezembro seria muito frio, e não teria como os pastores estarem nos campos cuidando das suas ovelhas como é mencionado na Palavra (lembre-se no hemisfério Sul é verão, no norte é inverno).

O dia 25 de dezembro foi escolhido a dedo para juntar várias outras festas pagãs pelo imperador Romano em 440 de nossa era (“Barsa, volume 11, página 274”)

Os outros “enfeites” e “elementos” do natal, não vou comentar aqui, mas deixarei a ordem principal de Cristo para todos:

1Co 11:23 Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão;
1Co 11:24 e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é por vós; fazei isto em memória de mim.
1Co 11:25 Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo pacto no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim.
1Co 11:26 Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes do cálice estareis anunciando a morte do Senhor, até que ele venha.

(“Artigo publicado originalmente em 08/12/2011”)