A espera - o que passou

A quem, pois, me comparareis, para que eu lhe seja semelhante?

A espera - A quem pois me comparareis para que eu lhe seja semelhanteA quem, pois, me comparareis, para que eu lhe seja semelhante?

Isto perguntou Deus ao seu povo através do profeta Isaías, é da nossa natureza a curiosidade, o querer conhecer o desconhecido, desbravar novos caminhos, ir além das nossas limitações, não sei se existem limites para isso!

Quando falamos de Deus, o criador, tentamos encaixá-lo dentro dos padrões humanos, será isso possível?

Alguns duvidam das obras maravilhosas de nosso Criador, outros esquecem de suas palavras.

Então quem pode responder as questões?

Is 40:12 Quem mediu com o seu punho as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu numa medida o pó da terra e pesou os montes com pesos e os outeiros em balanças,

Is 40:13 Quem guiou o Espírito do Senhor, ou, como seu conselheiro o ensinou?

Is 40:14 Com quem tomou ele conselho, para que lhe desse entendimento, e quem lhe mostrou a vereda do juízo? quem lhe ensinou conhecimento, e lhe mostrou o caminho de entendimento?

Is 40:18 A quem, pois, podeis assemelhar a Deus? ou que figura podeis comparar a ele?

Uma lembrança de que nada que possamos construir é comparável a ELE. Isso mesmo não importa o quanto façamos, nenhuma obra de nossas mãos é similar a Deus.

Is 40:19 Quanto ao ídolo, o artífice o funde, e o ourives o cobre de ouro, e forja cadeias de prata para ele.

Is 40:20 O empobrecido, que não pode oferecer tanto, escolhe madeira que não apodrece; procura para si um artífice perito, para gravar uma imagem que não se pode mover.

Criou e fundou a Terra como ela é!

Is 40:22 E ele o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e o desenrola como tenda para nela habitar.

Is 40:25 A quem, pois, me comparareis, para que eu lhe seja semelhante? diz o Santo.

Enfim que todas estas palavras possam trazer reflexão, possam derrubar as escamas dos olhos.

E principalmente lembrar que Cristo esta voltando em breve, não importado o que pensamos ou não sobre ELE.

(“Artigo publicado originalmente em 25/10/2011”)