A espera - e logo o galo cantou?

Um moribundo ladrão!

Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus.
Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro;
E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja,
Efésios 1:20-22

 

Vivemos a procura de riquezas, sem valor, preocupamo-nos com o que é passageiro, afinal aqui, somos todos viajantes  em uma aventura ainda maior. Porque nosso entendimento fica cego? Porque buscamos essas coisas?
Talvez parte de nosso velho homem, ainda exista em nós e lute com todas as suas forças moribundas, para nos tirar a vitoria de Cristo, cuidado para que ele não roube o que já é nosso por direito de cruz, lembre-se que o amor deve guiar nossas ações, não o amor tolo, mas o amor racional.